UM BLOG PARA INFORMAR, DESMISTIFICAR E PRINCIPALMENTE FAZER RIR! PORQUE RIR É O MELHOR REMÉDIO E É DE GRAÇA! www.facebook.com/kianevaleria
Image and video hosting by TinyPic,

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

A Face das Drogas

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Essas Crianças...

Pela voz, parecia ser uma criança com menos de seis anos, porém sabia articular muito bem as palavras.
   — "Moça, preciso de um favor muito grande, olha só é muito sério o que eu vou falar."
   — Pois não, em que a polícia militar pode te ajudar?
   — "É assim, tô sozinho em casa, fui no banheiro agora, mas eu não consigo puxar a cordinha da descarga."
Pensei:  — Pronto, não faltava mais nada naquele plantão.

Hoje Vou Matar Minha Mulher

   —"Hoje eu vou matar minha mulher!"
Essa foi a primeira coisa que um homem, com uma voz de bêbado disse, ao ligar no 190.
   —"Cheguei cansado em casa hoje, trabalhei feito um condenado, com fome e a vagabunda não fez a janta! Isso porque eu ainda passei no bar, pra tomar umas duas cervejinhas."
   —Senhor, qual seu nome?
   —"Paulo." (nome fictício)
   —Onde está sua esposa agora?
   —"Fugiu, saiu correndo, mas quando ela voltar, vai apanhar até morrer."
   —Me passa seu endereço por favor.
   —"É na rua do Chicote, número 13, Jardim dos Boçais." (endereço fictício)
   —Por que ela fugiria? O senhor a ameaçou com alguma arma? Está portando faca ou revólver?
   —"Não vou mentir pra você não, moça. Eu já bati nela, mas ela sempre mereceu, é uma preguiçosa. Chego em casa e as coisas estão por fazer... Nem as minhas roupas ela lava direito."
   —Sua esposa trabalha fora, além de trabalhar em casa também?
   —"Trabalha numa confecção, moleza, fica o dia inteirinho sentada e ainda diz que está cansada. Mulher tem é que apanhar mesmo!"
   —Senhor, às vezes as mulheres se cansam. Ainda mais quando também trabalham fora, aguentam encheção de saco de patrão e no caso dela, passa o dia inteiro na frente de uma máquina de costura. E quando chegam em casa, ainda tem todo serviço doméstico para fazer. Acho que ela espera no mínimo, encontrar um homem carinhoso e que não esteja fedendo a cachaça.
   —"Você diz isso porque é mulher. Tenho certeza que seus colegas não pensam assim!"
   —Não sei como eles pensam, mas sei o que penso. A viatura estará aí logo em seguida, para fazer a escolta de sua esposa até a Delegacia da Mulher, caso ela deseje formalizar um boletim de ocorrência contra o senhor, pela violência doméstica que ela vem sofrendo.
   —"Isso que dá colocar mulher na polícia, se acham as donas do mundo. Mas não vai dar em nada não, tenho as costas quentes e minha esposa não me larga não."
E o pior é que não largam mesmo, ele tem razão!
...Bom, o resto da conversa é tão deprimente que não merece meu esforço para digitar.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012